Uma homenagem à mulher-mãe!

"E num dia de bendita magia, numa explosão de luz e flor, num parto sadio e sem dor, é capaz, bem capaz, que uma mulher da minha terra consiga parir a paz. Benditas mulheres." Rose Busko

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Feliz 2018!!

A imagem pode conter: fogos de artifício e noiteEm 2018 nossa palavra é GRATIDÃO

à vida que nos inspira, nos renova e nos dá chances de evoluir diariamente.

ao lugar onde estamos aqui e agora, pois esse lugar precisa de nós e nós dele.

às oportunidades de trabalho, conquistas, sucesso e evolução que se abrem diante de nós diariamente.

a cada dívida paga, porque dessa forma honramos nosso nome e nossos compromissos.

a todas as pessoas que cruzam nosso caminho; as que nos fizeram mal, porque assim desenvolvemos força e coragem para seguir sempre adiante; às que nos fizeram bem, porque assim nos senti muito amadas e abençoadas.

ao Universo inteiro, que conspira a favor de cada pensamento nosso, por isso escolhemos com cuidado tudo aquilo que pensamos, falamos ou desejamos.

ao Deus maravilhoso que existe dentro de nós e nos inunda de luz, amor e paz onde quer que estejamos.

à família que nos acompanha, acolhe e fortalece, através deles nos multiplicamos e nos torno maior que nós mesmas.

Q venha 2018 com novas oportunidades de crescer e agradecer!

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Feliz Natal!!

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e casamentoO dia de hoje é sobre a vida, sobre a fé, sobre amor... a celebração de um nascimento pela força de uma mulher.

Um sim, uma busca, um parto natural, um nascimento que mudou o mundo pela força do amor e da fé.

Hoje, que cada uma de nós, mulheres, famílias, que acolhem um bebê no ventre ventre e no seio, possamos nos lembrar que estamos acolhendo também essa nobre e divina missão - mudar o mundo revivendo o exemplo de Maria e de tantas outras que como ela creram em seu corpo, seu ventre... creram na promessa.

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Todas contra 18!!

A Proposta de Emenda à Constituição - PEC 181 de 2015 que, a princípio, tratava da extensão da licença maternidade para mães de bebês prematuros, passou por 18 votos a 1, com uma emenda no texto que criminaliza o aborto até em caso de estupro ou risco de vida da mulher.

E o que era pra ser um benefício às mães dos mais de 10% dos nascidos vivos no país que nascem prematuros, se tornou o pesadelo das milhões de mulheres estupradas que engravidam durante este ato hediondo e não mais poderão escolher não gerar o filho de seu agressor.

Nunca me manifestei sobre esse tema antes, mas toda essa medievalidade tem que acabar. Não se trata dos direitos de um concepto, mas da vida de mulheres que além de estupradas, agora se vêem grávidas e sem o apoio do estado e da justiça que deveriam defendê-las de seu agressor e seus atos.

No Brasil, a cada 11 minutos uma mulher é estuprada - 70% são menores de idade. E nos últimos 5 anos os índices de estupros coletivos cresceram 124%. O Ipea estima que cerca de 7,1% dos casos resultam em gravidez.*

Essas mulheres são nossas filhas, netas, mães, esposas, irmãs, tias, primas, amigas. São você e eu.

Chega de silêncio... 
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, multidão e texto

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Indicações Reais e Fictícias de Cesariana

A Dra. Melânia Amorim, obstetra membro da Rede pela Humanização do Parto e do Nascimento, a ReHuNa, em parceria com a Obstetriz Ana Cristina Duarte, preparou uma lista de indicações reais e "fictícias para cesariana. Esta lista circula desde 2005 e cresce a cada ano. A última atualização é de 02 de setembro de 2017. Confira:

INDICAÇÕES REAIS E FICTÍCIAS DE CESARIANA

Por Melania Amorim, PhD em Obstetricia
Publicado originalmente em: http://estudamelania.blogspot.com.br/2012/08/indicacoes-reais-e-ficticias-de.html

A presente lista de indicações de cesariana circula na Internet desde 2005, quando eu publiquei a primeira versão em uma comunidade do Orkut ("Cesárea? Não, obrigada!"), e desde então tem sido muito divulgada, crescendo lamentavelmente a cada dia, porque estou sempre me deparando com gestantes em busca de informações, explicações ou mulheres que contam suas próprias histórias ou histórias de amigas. Outra fonte inesgotável de supostas indicações para a cirurgia cesariana advém dos encaminhamentos de gestantes para os serviços onde trabalho, por diversos profissionais de saúde, porque sempre há alguém querendo indicar uma cesariana. Muitos colegas também têm sido extremamente gentis em me informar quando recebem esses encaminhamentos, ou os famosos "bilhetinhos" ou quando se deparam em sua prática clínica diária com pretextos e indicações estapafúrdias de cesariana.

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Parto domiciliar planejado da Louise

Dias 18 e dia 21 eu havia enviado mensagem: “contração, sem ritmo”. Parece que mesmo à distância, só com esse acompanhamento, eu me sinto segura. Voltei a dormir depois de não ter ido para a frente quaisquer contrações. Falsos alarmes que nos deixam alertas. Eu gestante relaxo porque deixo as meninas do Pró-Gestante cientes já.

Dia 23, mais uma contração às 22:33, dormi, acordei 22:56, outra 11:06. Dormi novamente. Ops 00:30, contração e tampão, contrações, depois eu ligo para a Cátia, estou tranquila, não é meu primeiro Parto Natural. Tomo um copo de água de côco, hora de subir as escadas e voltar ao quarto. Cátia diz que vem, equipe em alerta, “acorde o marido, tome um banho”. Subi as escadas, 02:45 Contraiiiii. Ok, vou tomar banho, marido ciente. Ele envia para o grupo mais duas contrações. E eu perco a noção do tempo. A água quente me envia uma onda de calor, contrai mesmo. Contrai forte e bom. Dói mas alivia. Abro a água fria. Quente de novo. Contrai. Saio do banho. Vontade de fazer pipi, sento, nada, ooops água: bolsa estourou.

Sinto que bloqueei a respiração, sabe ‘como se fosse mergulhar no mar’, ops, por quê? Tomo as rédeas da minha respiração, e como se estivesse na aula de yoga, uma iniciante que tem que contar a respiração, inspiro 1, 2, 3... Talvez seja por isso que os bebês em alguns casos passam por ‘sofrimento fetal’, afinal se eu bloqueio a respiração, vem menos... pensei isso durante o trabalho de parto¹.

Ando com apoio na parede, deito lateralmente na cama, aguardo. Estou tranquila, mas dói. Dói sim quando vem a contração, sinal bom, que ela escolheu sua hora. Dói e passa. Eu respiro. Opto mesmo por estar o máximo possível assim, na minha intimidade, luz fraca, música calma. Cátia chegou, agora eu posso parir. Ela me vê toda reclusa na posição fetal, abre a perna e OHHH quem passa com suavidade é meu bebê. Cátia diz que eu vou sentir a contração vir, certo, senti. Ela solicita licença e ajeita a cabecinha. Mais uma contração e meu bebê vem ao mundo. Não quis segurar, meu papel ali era só de fechar os olhos e dar a luz, não de recepcionar. Bebê dorme, pequena, intacta, suave, cordão pequeno que nem vem ao seio. Colo do papai, irmão dorme em seu quarto ao lado. Todos em casa, prontos para vivenciarmos esse momento único e especial. Muita emoção.

Obrigada Pró-Gestante por acolher, por permitir escolher, por nos guiar na trilha do caminho de parir com maestria e calma.

1. Ou seja meninas, Bebam água durante o TP, saches esportivos de hidratação e respirem com consciência.