Uma homenagem à mulher-mãe!

"E num dia de bendita magia, numa explosão de luz e flor, num parto sadio e sem dor, é capaz, bem capaz, que uma mulher da minha terra consiga parir a paz. Benditas mulheres." Rose Busko

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Quando o Corpo Consente

“Este é o diário de minha filha Marie. Com palavras simples, ela conta o que experimentou em seu corpo e percebeu na própria carne. Durante nove meses. Para lhe transmitir isso, ela prosseguiu sua pesquisa com inteligência e vigor. Sempre de forma generosa e com a doçura obstinada que é o seu jeito de ser…Mas que não haja equivoco: esses nove meses que a tornaram mãe não devem ser vistos como convite à caminhada fácil…”

Uma mãe, Thérese, descobre a filha que julgava conhecer tão bem, e essa revelação a surpreende, enchendo-a de alegria e respeito. Uma filha, de repente, pede à mãe algo além do afeto e carinho. Solicita sua experiência como terapeuta.

Thérese a tranquiliza e lhe explica o jogo de forças que nela se manifestam. Propõe-lhe catorze movimentos muito precisos para preparar o corpo para a hora do nascimento. Baseado em dados anatômicos e fisiológicos corretos, eles despertam na futura mãe o gosto pelas sensações sutis, o desejo de habitar todos os recantos do próprio corpo com ternura, com respeito por ela e pelo bebê.


Se você está gravida e, por isso, preocupada, desejosa de uma palavra de apoio ou de uma explicação prática, ouça o que essas mulheres têm a lhe dizer.

Com Paule, uma parteira especial – quarenta anos de profissão e a confiança que só se adquire com experiências que tiveram um desfecho feliz -, todas as três encontram, a seu modo, os gestos e as palavras certas.

Descubra as potencialidades que existem em você, as autoras explicam como é feito o seu corpo, como preparar-se, como ser você mesma e deixar nascer seu filho livremente, num corpo consciente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário